sexta-feira, 23 de novembro de 2018

Por você

Noite fria
E o pensamento a divagar
Onde você está
Uma dor profunda 
Se apodera de mim
E lágrimas lactantes 
Dilaceram sem cessar
O aperto no peito
Vem demonstrar
Que a saudade de você 
Continua a machucar
Sua ausência corrói 
Devasta e dilacera
Deixando vazia 
A minha espera
O tempo não me deixa esquecer
O quanto eu amo você 
Já nem sei o que falar
Cada vez que de você 
Vêem perguntar
Sinto o ar me faltar
Só de pensar 
Que não sei onde você está
Meu corpo se contrai
Meu coração se aperta
Meus lábios 
Tremem numa tristeza eterna
Meu sofrimento
Não tem tamanho
E nem fim
Porque por toda a angústia 
Não me faz
Deixar de querer 
Você só para mim.
Elaine S. Santos