terça-feira, 25 de setembro de 2018

Sozinho

É noite...
Mais uma vez olho ao lado
A cama vazia...
Ainda sinto o cheiro 
Da sua pele
Sinto o cheio do seu corpo
Fecho os olhos
E me transporto
O toque
O beijo
O sussurro
Seus olhos 
Sua voz
Em êxtase
Meu corpo clama o teu
Minhas mãos
Sem as tuas
Percorrem caminhos
Conhecidos
E com desejo e malicia
Me leva ao êxtase
Solitário 
Meu corpo treme
Serena
E nesse devaneio
Percebo como
Amo você
Adormeço.
Fernando Fêh