quinta-feira, 5 de abril de 2018

Perspectiva

Enquanto houver sentimento, 
gritarei o teu nome ao vento, 
calando a voz da saudade. 
Enquanto estiveres por perto, 
o resto do mundo é incerto,
e só nós seremos verdade.
Enquanto viveres em mim, 
esta história não terá fim,
imune a qualquer rumor.
Enquanto me fizeres tua,
entrego-me, de alma nua,
a este intenso amor.
Raquel Botellero