quarta-feira, 14 de março de 2018

E o tempo se vai

E o tempo absorve
cada sentido da vida,
a textura das palavras
e o tom da fala..
o crepúsculo da noite
na luz da alvorada,
o silêncio para um canto 
e o som das matas…
E o tempo é fina tênue
na vastidão do céu,
um corpo adormecido 
no contraste de um divã,
abraços preenchidos
num sonho de amor..
e carícias de uma dama
tão fina e sonhadora,
e a caricatura de um palhaço
refeitos pelo tempo...
O lapso perfeito do tempo
que não pára as estações
para florescer as flores,
os cabelos que ficam brancos
no cair das folhas secas
levadas pelo vento,
e a juventude que se vai
num sopro intenso do tempo…
Maurice Nonato
© COPYRIGHT BY "RECANTO DA POESIA"
Todos os Direitos Reservados
conforme artigo (Lei 9610/98)
Cópias e publicações permitidas, 
desde que acompanhadas 
dos créditos ao autor.