terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

O CAMINHO

As ruas que se cruzam sempre 
vão a lugares bem diferentes
Já estamos quase nos reencontrando 
para ficarmos ausentes

Ando sempre por essa linda estrada de areia
Eu sei que um dia andarei na estrada de asfalto
Mas esses serão dias somente de alegrias 
Hoje ainda preciso viver pelos fatos

A fé é um amigo que você abraça forte
E aconteça o que acontecer, tudo é sorte
Tudo no final é o resultado que já se tem
O intocável nunca estar se sem

Durmo com a segurança que preciso 
Tão tranquilo como um leve sorriso
Mas minhas janelas não tem trancas
E minhas portas são de tranças de flor brancas

Mas que belo é tudo a minha frente 
Eu não estou só, eu nunca vou estar só
Sempre poderei voltar na rua da gente
Aquela que então nos cruzaremos para sempre!
Autor: Douglas Khólst 
© COPYRIGHT BY "RECANTO DA POESIA"
Todos os Direitos Reservados
conforme artigo (Lei 9610/98)
Cópias e publicações permitidas, 
desde que acompanhadas 
dos créditos ao autor