sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

HISTÓRIA EM CORES!

Ah! Se tudo fosse história
Que morresse ao nascer da aurora
A brincar no horizonte
Feito cores de uma tela
A chamar-me pelo nome.

Vais dizer cores não fala!
Pra você não falaria
Porque tu! Pobre mortal
Não entende de harmonia!

Não compreendes o dialeto
Que sussuram ao ouvido
Chama-me com ousadia
A dizer...Quero é morar contigo!

Sabe qual maior segredo
Que a aurora vem contar?
Que na alma tenho cordas
Que elas vem ..E me tocar.

Ah! Se tudo fosse história
Sinfonia magistral
Beijaria o teu ser
De uma forma angelical.

Deixa! Cores! Cordas soltas
Envolver todo o teu ser
Que a aurora ao despertar
Corra apenas pra te ver!
Autora: Marilene Azevedo
© COPYRIGHT BY "RECANTO DA POESIA"
Todos os Direitos Reservados
conforme artigo (Lei 9610/98)
Cópias e publicações permitidas, 
desde que acompanhadas 
dos créditos ao autor.